Intercâmbio em Dublin: a experiência de Sanmile

 -  -  2


Ao completar 10 meses na capital irlandesa, a sergipana Sanmile Medeiros, 22 anos, compartilhou seu relato de intercâmbio em Dublin. Ela viajou através da Scool e se apaixonou pela Ilha Esmeralda. Confira o depoimento!

Leia também:
Intercâmbio em Cork: a experiência de Nara
Irlanda ou Austrália: onde fazer intercâmbio?
Irlanda ou Malta: onde fazer intercâmbio?
Intercâmbio em Cork ou Dublin: qual cidade escolher?
6 razões para fazer intercâmbio na Irlanda

Relato de intercâmbio em Dublin: a experiência de Sanmile

Por que você escolheu ir para a Irlanda?

Tomei a decisão com a ajuda de Felipe, da Scool, que mostrou as opções e me explicou as vantagens e desvantagens de cada destino. Gostei da ideia de vir para a Irlanda por poder trabalhar e estudar ao mesmo tempo, e Dublin é uma cidade incrível.

O que você achou da escola?

Maravilhosa! Agradeço muito à Scool pela escolha. A escola me deu a oportunidade de conhecer pessoas de várias nacionalidades e de entrar mesmo na cultura irlandesa. Estava, inclusive, na Suíça na semana passada por causa de uma amizade que surgiu na escola. Ela também oferece atividades extras todas as tardes. Fui pra alguns lugares aqui mesmo na Irlanda com a escola e outras vezes com o pessoal que estudava comigo.

Que tipo de acomodação você escolheu?

Hoje divido apartamento com brasileiros, mas a princípio vim passar um mês numa casa de família e foi a melhor coisa que me aconteceu. Foi uma ótima oportunidade de entrar na cultura irlandesa e acabou sendo ainda melhor do que eu tinha imaginado.

Minha anfitriã foi incrível em todos os aspectos, me ajudou em tudo que precisei e mais um pouco. A casa ficava a 10 minutos de caminhada da escola, então eu não precisava pagar transporte, o que me fez economizar muito.

Até hoje estou em contato com eles. Fui lá na casa deles pra conversar mês passado, passei Natal com eles mesmo não estando mais morando lá. Adoro ir visita-los e sempre que vou como comida irlandesa, falo inglês e conheço pessoas de várias nacionalidades.

Como é o clima? Se adaptou bem?

Eu vim no final de agosto, no fim de verão e início de inverno. Como sou nordestina, passei muito frio e tive que comprar todas as roupas aqui. Foi difícil, mas mais uma vez minha host mum me ajudou muito.

É fácil conseguir trabalho em Dublin?

Sim! Se você fala inglês bem você tem mais chance de conseguir uma função melhor, mas o salário mínimo aqui é o mesmo independente da função que você exercer (9,80 euros por hora), então praticamente todo mundo recebe uns 10 euros, independentemente da função.

Hoje eu trabalho em uma cafeteria e um restaurante. Em um é durante a semana como team manager (fui promovida há dois meses, antes era tipo uma faz-tudo) e no outro nos finais de semana como caixa e barista. Em ambos os trabalhos eu desenvolvo muito meu inglês.

Brasileiros costumam indicar vagas pra outros brasileiros, o que torna o processo ainda mais fácil. No lugar onde trabalho nos finais de semana, por exemplo, indiquei três amigas e as três conseguiram vaga. Se você for atrás, você encontra.

Como é o custo de vida?

O custo de vida é alto, mas o salário também, então dá para cobrir meus custos e minhas viagens com tranquilidade. Estou fazendo uma ou duas viagens por mês. Quando viajo, vou para restaurantes, posso fazer o que quero, o que não era tão fácil no Brasil. Vivo totalmente independente dos meus pais.

Considero que com as 20 horas de trabalho permitidas para estudantes durante o período letivo dá para viver bem, ganhando cerca de 1 mil euros. Supondo que seu aluguel seja 400 euros, sobram 600 euros para passar o mês, o que é mais do que suficiente.

Dublin tem muitos brasileiros, não é? Você vê isso como um problema?

Tem muitos brasileiros, sim. Moro com brasileiros, mas gosto dessa opção. No fim das contas, depende muito de você. Na escola não tenho contato com brasileiros e nos meus dois trabalhos também não. Se você se esforçar, consegue praticar o idioma.

Meu inglês evoluiu muito, tanto que fui promovida no emprego. E olha que cheguei aqui achando que meu inglês era mais ou menos, mas era fraco. Cresci muito com a escola e a host family.

O que você faz no tempo livre?

Quando está sol aqui em Dublin, costumamos ir para um parque perto de casa, e à noite vamos para pubs. A noite é muito animada todos os dias, a cidade não para. Tem também baladas e restaurantes brasileiros, então dá para matar a saudade de casa facilmente.

Mas confesso que não tenho tanto tempo livre em Dublin porque tenho viajado muito. Costumo juntar todos os meus dias de folga para viajar pela Europa.

Você recomenda Dublin como destino de intercâmbio?

Super recomendo! Dublin é uma cidade extremamente agradável e as pessoas são muito acolhedoras. Fui para outros países e sinto a diferença. Se você parece meio perdido na rua, por exemplo, as pessoas param para ajudar e explicam com a maior paciência. Eles também estão acostumados com estrangeiros e costumam ser compreensivos com dificuldades com o idioma.

Ainda me impressiono com o mix de nacionalidades. Andando na rua você ouve coreano, japonês, italiano… Como aqui o salário é um dos mais altos da Europa e não é difícil conseguir trabalho, vem muita gente de outros países pra cá. Acho incrível escutar outros idiomas na rua!

E aqui na Irlanda, além da sala de aula você pode conhecer pessoas durante o trabalho. Além de ganhar dinheiro, você consegue praticar muito o inglês e vive novas experiências.

Se pudesse voltar atrás, faria algo diferente?

Acho que escolheria ficar dois ou três meses na casa de família, em vez de apenas um mês, pra ter essa vivência diária por mais tempo. Mas me sinto muito grata por ter vivido isso nas minhas primeiras semanas aqui.

Sobre a escola e a agência não tenho do que reclamar. Eu mandava mensagens pra Scool pedindo ajuda quando tinha algum problema e eles estavam sempre muito disponíveis. Não tenho palavras pra descrever minha gratidão.

A escolha da agência foi muito importante pra mim, porque eu não sabia como era a realidade aqui na Irlanda na prática e a Scool me guiou muito bem pra fazer as escolhas certas. O suporte deles foi muito grande. Tiraram todas as minhas dúvidas sobre como seria a vida aqui, antes mesmo que eu contratasse o intercâmbio.

Obrigada pelo seu relato de intercâmbio em Dublin, Sanmile! Desejamos que sua experiência por aí continue sendo incrível.

Quer saber mais sobre as opções de intercâmbio em Dublin e fazer um orçamento sem compromisso? Entre em contato com a equipe da Scool e resolva tudo online!

Gostou desta matéria?
Inscreva-se hoje e receba novas matérias diretamente na sua caixa de entrada.
2 recommended
comments icon 0 comments
0 notes
215 views
bookmark icon

Write a comment...

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *