Intercâmbio em Cork: a experiência de Nara

 -  - 


Isso é um relato real de um intercambista sobre as suas experiências no exterior. Somente fizemos as perguntas. O restante está escrito exatamente do jeito que o aluno respondeu.

“Estou muito feliz com a minha escolha. É uma experiência única, né? Tem que aproveitar!”. É assim que a baiana Nara Ellen, 18 anos, resume sua experiência no intercâmbio em Cork, na Irlanda. Depois de cerca de dois meses na terra dos leprechauns, entrevistamos a jovem para saber o que está achando do intercâmbio organizado pela Scool.

Intercâmbio em Cork: a experiência de Nara

Por que você escolheu ir pra Irlanda e por que Cork?

Primeiramente porque queria uma cidade na Europa, porque gosto muito de história e me interessava muito por vários países no continente. Uma vez estando aqui, você pega um avião e em uma hora tá em outro país, e tem voos baratos.

Também gostei do fato de que é bem fácil tirar o visto de estudante pra Irlanda em comparação com outros países que cogitei, como Austrália.

Escolhi fazer intercâmbio em Cork porque a cidade é pequena, tem uma atmosfera interiorana, então você se sente bem acolhido. Além disso, dizem que tem muito mais brasileiros em Dublin, então preferi evitar, apesar de aqui também ter bastante.

Leia também:
Irlanda ou Austrália: onde fazer intercâmbio?
Irlanda ou Malta: onde fazer intercâmbio?
Intercâmbio em Cork ou Dublin: qual cidade escolher?
6 razões para fazer intercâmbio na Irlanda

Qual vai ser a duração do seu intercâmbio em Cork?

A duração do meu curso é de seis meses, mas eu posso ficar mais dois meses aqui porque o visto tem validade de oito meses. Faço o curso de 25 semanas de inglês, com três horas de aula por dia. Pela manhã, o horário das aulas é das 9h às 12h15, com 15 minutos de intervalo.

Em que escola está estudando?

Estou estudando na Cork English Academy (CEA). Acho a estrutura muito boa. Já passei por vários professores e achei todos eles incríveis. Nunca me decepcionei com nenhum. E a escola ajuda muito com relação à burocracia, os funcionários tiram todas as nossas dúvidas.

Cork English Academy

Pra quem estuda pela manhã tem atividades gratuitas todas as tardes, de segunda a quinta-feira. É muito bom pra interagir, especialmente no começo. Se você for tímido, como eu, é uma boa forma de conhecer pessoas.

Como são as turmas?

As turmas têm no máximo 10 alunos e é muito rotativo, porque sempre tem gente nova chegando nas segundas-feiras e algumas pessoas indo embora, ou mudando de nível.

Se você achar as aulas fáceis é só falar com o professor pra mudar pra outro nível, mas geralmente os professores já percebem quando é o caso. Eles avaliam seu nível tanto através da interação nas aulas quanto nos testes que acontecem às sextas-feiras.

Qual é seu tipo de acomodação?

Quando cheguei fiquei na acomodação da escola, com quarto privativo, dividindo só cozinha e banheiros, a 3 minutos da escola. Era ótimo, mas mais caro.

Depois procurei uma acomodação por conta própria e estou dividindo o quarto com duas meninas. Se você está disposto a abrir mão de privacidade, não é nada de mais, é bem tranquilo. Se quiser um quarto single (privativo), dá pra achar também.

Leia também:
Onde ficar no intercâmbio: quais são os tipos de acomodação

Você usou traslado quando chegou?

Não, peguei táxi no aeroporto. Tem placas apontando pra onde ficam os táxis e foi só ir até lá, dizer o endereço de onde queria ir e pronto. Paguei 10 euros. Eu poderia também ter pego um ônibus (os ônibus daqui são maravilhosos), mas como ainda não sabia andar pela cidade, achei melhor pegar táxi. Foi bem tranquilo.

Como está o clima?

Cheguei no final de março, quando o inverno estava acabando. Quando cheguei, ainda usei roupas de frio, mas na minha segunda semana já não estava mais tão frio. A temperatura mínima que peguei foi uns 8 graus, mas já chegou a fazer uns 18.

Eu não tenho sentido tanto frio, mesmo estando acostumada com o calor da Bahia. Geralmente uso só um bom casaco e calça jeans. Me arrependi de não ter trazido minhas roupas de verão, porque achei que não ia dar pra usar, mas em breve vai esquentar mais. Pedi pra um primo trazer algumas coisas quando vier pra cá em agosto.  

Como é o custo de vida em Cork?

Pago 350 euros de aluguel e contas e acho que uns 40 euros por mês de mercado, mas isso por conta da ajuda da cesta básica. É que aqui em Cork tem uma igreja que faz doação de cestas básicas e é só levar a carteira de escola e você pode pegar a cesta uma vez por mês. Vem bastante comida, é uma ajuda boa.

Tem muitos brasileiros?

Sim, e você vai fazer amizade com os brasileiros inevitavelmente. Mas se você quer realmente aprender inglês, tem como não deixar isso atrapalhar demais. Uma coisa que faço muito, e que acontece naturalmente, é ter um grupo de amigos brasileiros com um ou mais estrangeiros no meio. Então quando estamos juntos todo mundo tem que falar inglês pra que eles possam participar das conversas.

Foi difícil se adaptar à cultura local?

Até que me adaptei fácil. Você sente a diferença sim, mas eu já tinha pesquisado muita coisa. Uma das coisas que mais me chamaram a atenção, e eu não sabia, é que as pessoas falam “sorry” o tempo inteiro. Mas já me acostumei!

Como é a vida noturna?

É muito boa! Algumas pessoas acham estranho porque aqui todos os pubs fecham até 2h, 2h30, enquanto no Brasil costuma ir até de manhã. Mas eu me acostumei rapidinho, é só chegar mais cedo. Tem muitos pubs que tocam rock e tem alguns com festas latina também, que acho as mais animadas.

O que você mais gosta de fazer durante o dia?

Meu lugar favorito aqui é o Fitzgerald Park, que tem uma área verde enorme, tem um rio, chafariz, o pessoal fica jogando. É muito agradável e eu sempre vou lá com meus amigos fazer piquenique. Nunca fui de fazer piquenique no Brasil, mas aqui é quase certo que vamos toda semana. Fora isso, saímos pra visitar lugares turísticos. A cidade é pequena, mas tem muita coisa pra conhecer.

O que achou da culinária irlandesa?

Ainda não cheguei a provar muitas comidas típicas irlandesas. O único prato que já provei e que já comi várias vezes foi o tradicional café da manhã irlandês. Eu adoro, mas é muita comida, então já comi até no almoço. Eles também fazem muitos pratos com batata, mas ainda não experimentei.

Você recomendaria Cork como destino pra intercâmbio?

Sim, recomendaria! Eu nunca tinha ouvido falar em Cork até meu primo comentar comigo, mas estou adorando. Já visitei Galway, outra cidade procurada por intercambistas, e achei uma cidade adorável, mas não trocaria Cork. Estou apaixonada. Tem entretenimento, vida noturna, tem tudo que preciso. Foi o lugar certo pra mim! Estou amando meu intercâmbio em Cork.

Leia também:
5 razões para fazer intercâmbio em Cork

Obrigado pelo depoimento, Nara! A equipe Scool fica muito feliz ao ver nossos clientes felizes mundo afora.

E você, já fez intercâmbio em Cork ou outra cidade irlandesa, ou pensa em fazer? Conte aí nos comentários ou entre em contato com nossos consultores para saber como ir estudar lá.

Gostou desta matéria?
Inscreva-se hoje e receba novas matérias diretamente na sua caixa de entrada.
comments icon 0 comments
0 notes
93 views
bookmark icon

Write a comment...

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *