Quais são os principais tipos de programas de intercâmbio

 -  -  251


É possível viver uma experiência de estudos ou trabalho no exterior de diversas formas. Existem diferentes tipos de programas de intercâmbio e certamente um deles tem tudo a ver com você.

O primeiro passo no planejamento de um intercâmbio é determinar quais são seus objetivos com essa viagem. A partir disso, você pode pesquisar orçamentos com agências de intercâmbio como a Scool, tirar suas dúvidas e se organizar para viver uma das melhores experiências da sua vida.

Está perdido entre tantos tipos de programas de intercâmbio disponíveis? Vejas as principais características de cada um deles.

Principais tipos de programas de intercâmbio

Curso de idiomas geral

Fazer um curso de idiomas geral no exterior é uma das opções mais “simples” de intercâmbio, mas não por isso menos interessante. Nessa modalidade, o foco é obter fluência na língua do país de destino através de aulas e de toda a sua vivência no tempo livre.

Trata-se de uma forma super eficaz de avançar no conhecimento da língua, já que você está inserido 24 horas por dia num lugar onde ela é falada. De quebra, você ganha muito em experiência multicultural, ao conviver com alunos de outros países.

Uma das vantagens desse tipo de curso é a versatilidade: é possível passar desde duas semanas a mais de um ano no exterior, e existem aulas para todos os níveis de conhecimento. Muitas escolas dão início a novas turmas toda semana e permitem que você escolha entre diferentes opções de carga horária e turno.

Curso de idiomas para negócios

Caso você já tenha um nível intermediário ou avançado do idioma e queira aperfeiçoar seu conhecimento com foco no mercado de trabalho, os melhores tipos de programas de intercâmbio são os cursos voltados para negócios, como esse em Brisbane, na Austrália e esse em Brighton, na Inglaterra.

Essa modalidade de programa tem um enfoque mais prático, com simulações do dia a dia em uma empresa e vocabulário específico de ambientes empresariais. Algumas escolas oferecem também opções mais específicas para algumas áreas de trabalho, como marketing ou saúde.

preparatório para exames de proficiencia

Se o seu objetivo é conquistar uma boa pontuação em um exame de proficiência em algum idioma, também é possível optar por um curso preparatório para a prova que lhe interessa.

Existem aulas voltadas para diversos exames de proficiência em inglês, como FCE (First Cambridge English), CAE (Cambridge English Advanced), IELTS (International English Language Testing System) e TOEFL (Test of English as a Foreign Language).

Esses dois últimos são especialmente úteis para quem pensa em fazer graduação ou pós-graduação em países de língua inglesa, pois costumam ser exigidos pelas universidades.

Também existem, é claro, cursos preparatórios para exames de proficiência de outros idiomas, realizados no país onde eles são falados. Alguns exemplos são DALF e DELF para francês, DELE para espanhol e onSET para alemão.

Estudo e trabalho

Quer conciliar as aulas com um trabalho remunerado? Esse tipo de programa de intercâmbio oferece a possibilidade de mergulhar ainda mais na cultura local através de uma experiência profissional, além de incrementar o CV e ganhar uma grana extra para ajudar nos custos do intercâmbio.

Esse esquema é possível em países específicos, como Irlanda e Austrália, que permitem que estudantes trabalhem legalmente em meio período durante o curso e em tempo integral durante as férias. As regras detalhadas dependem de cada país. Para mais informações, entre em contato com a equipe da Scool.

Intercâmbio de trabalho

Estudantes universitários com nível no mínimo intermediário do idioma falado no país de destino também podem fazer intercâmbio apenas de trabalho, sem estudos, durante as férias da faculdade.

Você pode trabalhar nos mais diversos empregos, desde estações de esqui a lanchonetes. Dependendo da sua área de estudos, também existe a possibilidade de conseguir um emprego temporário ou estágio relacionado a ela. Um dos setores mais propícios para isso é o de hotelaria.

Ensino Médio

Jovens entre 14 e 19 anos podem cursar um semestre ou um ano do ensino médio no exterior. Durante esse período, aprendem o idioma na prática, frequentando a escola regularmente, junto com os jovens locais.

Em geral, o intercambista fica hospedado na casa de uma família do país. Esse é, assim, um dos tipos de programas de intercâmbio que oferecem uma maior  imersão na cultura do destino.

O programa é mais comum nos Estados Unidos, onde é possível estudar em escolas públicas ou particulares, mas também é oferecido em outros países.

Au Pair

Outro programa de intercâmbio com alto nível de imersão na cultura local é o de Au Pair, em que a viajante fica hospedada na casa de uma família, com todas as refeições incluídas, e trabalha para essa mesma família como babá. Obviamente, é essencial gostar de crianças.

O programa é promovido nos Estados Unidos e em alguns países da Europa, é regulamentado pelos governos de cada país de destino e dá direito a uma remuneração semanal, férias remuneradas e assistência médica. Em alguns casos, a Au Pair recebe também uma bolsa para fazer cursos no seu tempo livre.

Para se candidatar, costuma ser preciso ter entre 18 e 26 anos (ou até 29 em alguns países), experiência comprovada cuidando de crianças, carteira de motorista e ensino médio completo. Geralmente o contrato mínimo é de um ano, podendo ser prorrogado por mais um ano, e quase sempre só são aceitas mulheres.

Cursos livres

Já possui um bom nível do idioma estrangeiro, mas quer praticá-lo enquanto vivencia uma experiência internacional e adquire novos conhecimentos? Pesquise opções de cursos livres voltados para seus hobbies ou áreas de interesse, ou cursos de idioma aliados a aulas de outros temas.

É possível estudar fotografia, dança, artes, culinária, entre outros assuntos, nos mais diversos países do mundo. Muitas universidades de renome também oferecem cursos curtos para alunos estrangeiros, principalmente durante as férias.

Graduação

É possível cursar a graduação inteira fora do Brasil, ou apenas um ou dois semestres. Para isso, é importante consultar a instituição onde você estuda para saber com quais universidades estrangeiras ela possui convênios.

Trata-se de uma ótima oportunidade de ampliar as perspectivas sobre sua área de estudos e fazer amigos que são do lugar. Pode ser preciso atrasar a conclusão do curso, mas em muitos casos os intercambistas conseguem fazer a equivalência das matérias cursadas no exterior.

Maiores de 50 anos

Quem disse que é preciso ser jovem para fazer intercâmbio? A maioria dos tipos de programas de intercâmbio não tem limite de idade, mas existem também modalidades focadas especificamente em pessoas mais velhas.

Alguns programas destinam-se, por exemplo, a viajantes com 50 anos ou mais. Nesse caso, os grupos são formados exclusivamente por pessoas da mesma faixa etária, e além das aulas costumam ser promovidas excursões e passeios.

Existem, ainda, tipos de programas de intercâmbio voltados para adolescentes, para a família inteira ou para quem quer fazer trabalho voluntário, por exemplo.

Se interessou por algum? Conta para a gente!

Gostou desta matéria?
Inscreva-se hoje e receba novas matérias diretamente na sua caixa de entrada.
25 recommended
comments icon 1 comment
1 notes
761 views
bookmark icon

One thought on “Quais são os principais tipos de programas de intercâmbio

    Write a comment...

    O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *