Preciso de visto para intercâmbio? Veja as regras para os principais países

 -  -  181


Quem pensa em estudar no exterior não pode deixar de lado um detalhe importante: a burocracia. Uma etapa fundamental é verificar se você precisa de visto para intercâmbio no destino desejado.

Pensando nisso, compilamos as principais informações sobre a necessidade (ou não) de visto para intercâmbio em alguns dos países mais procurados por quem quer estudar fora.

Descubra se você precisa de visto para intercâmbio

Vistos para o Canadá

Se seu destino escolhido for o Canadá, você só precisará solicitar um visto de estudos se for estudar no país por mais de seis meses. Caso seu objetivo seja fazer um curso de inglês ou francês com duração igual ou inferior a 24 semanas, deve aplicar para um visto de turista.

Se for seu caso, acesse este site oficial do governo do Canadá para saber mais sobre o visto de turista. Caso seu período de estudos seja mais longo do que 24 semanas, acesse esta página para mais informações sobre a permissão de estudos.

Vistos para os Estados Unidos

Se você for participar de um programa de estudos de longa duração nos Estados Unidos, precisa solicitar um visto de estudante (F-1). No caso específico de estudos em uma instituição profissional ou não-acadêmica, o visto indicado é o não-acadêmico (M-1).

O visto de turismo (B-2) não dá direito a estudar no país em cursos de período integral, mas pode ser usado para frequentar cursos curtos que não ofereçam crédito acadêmico ou profissional, como um curso de inglês de curta duração. Para mais informações acesse a página da Embaixada dos Estados Unidos no Brasil.

Vistos para o Reino Unido

Como regra geral, brasileiros que queiram estudar em países do Reino Unido (Inglaterra, Escócia, País de Gales ou Irlanda do Norte) por até seis meses não precisam de visto prévio. Nesses casos, o visto é concedido no aeroporto, na chegada no país.

É possível que o agente de imigração peça documentos que comprovem seus objetivos por lá, então não se esqueça de levar a papelada relativa ao curso, hospedagem etc.

Caso você vá estudar por mais de seis meses, precisará obter visto de estudante. Para cursos de inglês de 7 a 11 meses, o tipo de visto adequado é o Short-term Student Visa, que não oferece autorização para trabalhar, nem possibilita a troca ou prorrogação de visto. Para mais informações, acesse esta página do Governo do Reino Unido.

Se você for estudar em um College ou em uma Universidade por mais de 6 meses ou fazer um curso de inglês por mais de 11 meses, deve aplicar para o visto de estudante geral (General Student Visa, ou GSV). Saiba mais sobre esse tipo de visto, que é chamado de Tier 4.

Vistos para a maior parte da Europa

A maior parte dos países da União Europeia faz parte do chamado Espaço Schengen. Para estadias de até 90 dias brasileiros não precisam pedir vistos para destinos que assinaram esse acordo. Caso seu curso dure menos do que isso, basta entrar no país como faria se fosse turista, tendo seu acesso autorizado pelo agente de imigração na chegada.

Caso o curso seja mais longo, é preciso solicitar um visto de estudante de acordo com as regras específicas do país escolhido. Já falamos aqui, por exemplo, sobre as regras de vistos para a Irlanda.

Em alguns destinos, como Malta, se permite que esse prazo inicial de 90 dias seja estendido depois que o estudante já está no país, caso queira prorrogar os estudos.

Precisa de ajuda com os trâmites de visto para intercâmbio em um dos países acima ou algum outro? A Scool é parceira de uma empresa que oferece assistência especializada. Entre em contato com a gente!

Gostou desta matéria?
Inscreva-se hoje e receba novas matérias diretamente na sua caixa de entrada.
18 recommended
comments icon 1 comment
1 notes
358 views
bookmark icon

Write a comment...

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *