Como viajar barato pela Europa 

 -  -  171


Seguindo estratégias simples, você pode conhecer vários países europeus mesmo com um orçamento restrito. Veja dicas para viajar barato pela Europa e comece a planejar seu mochilão!

Estudar no Velho Mundo é, inclusive, o sonho de muitos intercambistas justamente pela facilidade de viajar pelo continente sem gastar muito.

Já demos aqui várias dicas para viajar durante o intercâmbio. Aqui nesse texto, você confere estratégias para quem quer explorar o continente europeu em viagens de baixo custo.

Como viajar barato pela Europa

Com base na nossa experiência como viajantes, reunimos dicas super úteis para tornar sua viagem pela Europa mais econômica. Olha só:

Escolha destinos mais em conta

A Europa é um continente grande e diverso, mas boa parte dos turistas procura os mesmos países quando decide fazer um mochilão por lá.

Mas por mais que países como Inglaterra, França e Holanda sejam interessantes, vários outros destinos incríveis têm custo muito mais baixo para os visitantes.

Bulgária, Romênia, Sérvia, Bósnia, Hungria, República Tcheca, Estônia, Letônia, Lituânia, Eslováquia, Polônia, Montenegro, Portugal, Turquia e Malta são alguns exemplos de destinos excelentes para quem quer viajar barato pela Europa.

Viaje de ônibus

Montou o roteiro? Se tiver focado em países próximos entre si, provavelmente a opção mais em conta para se deslocar entre eles é usar ônibus. Existem na Europa várias empresas low cost (de baixo custo), com passagens começando em 1 euro.

Os percursos de ônibus são mais lentos e podem ser mais desconfortáveis que de trem ou avião, mas você perde menos tempo e dinheiro com o deslocamento até o aeroporto e ainda pode ver belas paisagens no caminho.

Para pesquisar preços e trechos disponíveis, use sites como Rome2Rio e GoEuro ou acesse as páginas de empresas como Flixbus, Eurolines e Megabus.

Use companhias aéreas de baixo custo

Caso o roteiro da sua eurotrip inclua cidades mais distantes entre si, ou se o seu tempo disponível para viajar for limitado e você não quiser perder tempo em ônibus, vale a pena apostar nas companhias aéreas low cost.

Essas companhias aéreas de baixo custo costumam oferecer passagens muito baratas para voar dentro da Europa, especialmente para quem tem flexibilidade de datas e horários.

A principal empresa desse segmento é a Ryanair, mas também vale conferir a Easyjet, Wizzair e Vueling, entre outras.

Faça sua busca através de plataformas como o Google Flights, que compara preços de diferentes companhias aéreas, e depois cheque os preços e horários no site de cada empresa.

Não se esqueça de ficar atento às taxas extras, já que as low cost costumam cobrar para despachar bagagem, marcar assento e até pelo check-in presencial.

Compre passagens de trem com antecedência

Quer aproveitar a viagem pela Europa para andar de trem? Esse meio de transporte é o mais confortável em boa parte do continente, que conta com redes ferroviárias amplas e serviços de qualidade (com exceção de alguns países, como muitos da antiga União Soviética).

Andar de trem pela Europa, no entanto, pode sair caro. Para baratear essa trip, a dica é pesquisar passagens com antecedência. Se possível, comece as buscas de 90 a 120 dias antes das datas da viagem, que é quando costumam aparecer valores promocionais, podendo chegar a 75% de desconto.

Fique em albergues ou Couchsurfing

Bons hotéis podem encarecer sua viagem pela Europa, mas isso não é motivo para desistir. Se você quiser economizar, vale a pena se hospedar em albergues (ou hostels), estabelecimentos que oferecem quartos coletivos e têm padrões de qualidade cada vez melhores.

Os hostels são ótimos lugares para conhecer pessoas e muitos oferecem também uma cozinha compartilhada, permitindo economizar nas refeições. E se você não curte a ideia de dividir quarto com desconhecidos, a dica é buscar albergues que ofereçam quartos privativos, que costumam sair bem mais em conta que hotéis.

Pra economizar ainda mais, uma sugestão é recorrer ao Couchsurfing, plataforma que reúne moradores dispostos a receber viajantes em suas casas gratuitamente. Há quem disponibilize um quarto inteiro, mas a maioria oferece uma cama, colchão ou sofá.

Nesse caso, é importante ter em mente que a hospedagem através do site não é apenas uma forma de economizar, mas principalmente de viver trocas culturais.

Procure passeios gratuitos

Outro gasto que pode pesar no seu orçamento de viagem é o setor “passeios e atrações turísticas”. Felizmente, existem muitos passeios gratuitos ou com preços reduzidos na maioria das cidades europeias.

Muitos museus, por exemplo, não cobram entrada em um dia por semana, ou oferecem gratuidade para estudantes. E as principais cidades turísticas também costumam contar com free walking tours, passeios guiados a pé com base em gorjetas.

É claro que você pode pagar para subir na Torre Eiffel, por exemplo, se esse é seu sonho. Mas curtir as ruas, parques e praças pode ser igualmente recompensador e ajudar a equilibrar o orçamento diário reservado para atrações turísticas.

Economize em alimentação

Outra forma relativamente fácil de baratear sua viagem pela Europa é economizar com alimentação.

Algumas dicas para comer bem gastando pouco são evitar restaurantes nas zonas mais turísticas, pedir recomendações a moradores, se hospedar em lugares que ofereçam cozinha, apostar nas comidas de rua, fazer degustações em mercados e explorar os restaurantes de imigrantes.

Também vale muito a pena procurar menus executivos, que estão presentes em vários países na hora do almoço. Os “menus do dia” costumam ficar expostos do lado de fora dos estabelecimentos e geralmente incluem entrada, prato principal e sobremesa por preços razoáveis.

No quesito bebidas, algumas dicas são pedir o vinho “da casa”, que costuma ser bom e muito mais barato do que outros rótulos, e beber água da torneira, que na Europa quase sempre é potável e oferecida gratuitamente pelos restaurantes.

Economize no transporte interno

Outro gasto que deve ser levado em consideração é a locomoção interna, especialmente em grandes cidades.

Para economizar nesse quesito, uma recomendação inicial é escolher uma hospedagem bem localizada sempre que possível. Dependendo de onde você se hospedar, talvez seja possível fazer todos os passeios a pé.

Também vale a pena pesquisar sobre passes de transporte. Presentes em muitas cidades europeias, eles permitem usar o transporte público de forma ilimitada durante um ou mais dias por um preço fixo, que muitas vezes sai mais em conta do que comprar passagens individuais.

Outra dica é usar aplicativos que ajudam a entender o transporte público local, como o Moovit, e comparar os preços de Uber com os de outros apps similares que existam no destino.

Use o tax free quando comprar

Outra forma de viajar barato pela Europa ou por qualquer lugar do mundo é pegar leve nas compras. Mas caso você não consiga evitar algumas aquisições, dá para reduzir os gastos em solo europeu graças ao “tax free”, que oferece isenção do Imposto sobre Valor Agregado.

Com isso, o visitante pode pedir reembolso do imposto cobrado sobre os produtos, no momento em que esteja saindo da Europa. O processo é meio burocrático, mas dependendo do valor das suas compras pode valer muito a pena.

Tem dicas ou dúvidas sobre viajar barato pela Europa? Conte nos comentários!

 

Gostou desta matéria?
Inscreva-se hoje e receba novas matérias diretamente na sua caixa de entrada.
17 recommended
comments icon 1 comment
1 notes
196 views
bookmark icon

Write a comment...

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *